Novas receitas

Camarão Jerked com Melão Salsa

Camarão Jerked com Melão Salsa


Ingredientes

  • 6 camarões grandes não cozidos, descascados, depilados
  • 4 colheres de chá de suco de limão fresco
  • 2 colheres de chá de jerk ou mistura de temperos ao estilo das Caraíbas
  • 3/4 xícara de melão em cubos
  • 1/4 xícara de coentro fresco picado

Preparação de Receita

  • Prepare churrasco (fogo médio). Misture o camarão, o óleo, 2 colheres de chá de suco de limão e a mistura de temperos jerk em uma tigela média. Deixe marinar por 10 minutos.

  • Enquanto isso, misture o melão, a melada, o coentro, a cebola roxa e as 2 colheres de chá de suco de limão restantes em uma tigela média. Tempere o molho a gosto com sal e pimenta.

  • Passe o camarão em espetos de metal. Grelhe até ficar opaco no centro, escovando ocasionalmente com a marinada, cerca de 5 minutos. Sirva com molho e fatias de limão.

Receita de Melanie Barnard, Seção Brooke DojnyReviews

L.M. TOWNSEND CATERING

Veja nossos menus de Buffet de coquetéis para obter ideias adicionais para um evento & # 8220Stations & # 8221,
ou a partir das sugestões a seguir. Também estamos felizes com o design personalizado
uma estação baseada em sua herança cultural, alimentos de seu destino de viagem favorito,
queridas receitas de família, ou qualquer outro tema que você possa imaginar.

Os preços indicados são por pessoa, mínimo de 75 hóspedes.
Preços ligeiramente mais altos para grupos menores.
Alguns itens podem não estar disponíveis para grupos menores.

ESTAÇÃO DE ESCULTURA
Com a presença do chef e servido em pãezinhos de padaria

Filé mignon, molho de raiz forte $ 5

Lombo de vaca, molho de raiz forte $ 4

Peito de Carne, Molho de Churrasco $ 5

Peru assado com cranberry fresco $ 3

Presunto com mel, mostarda $ 4

Lombo De Porco Grelhado, Molho De Chutney $ 3,50

Salmão escalfado, molho de ervas $ 4

ESTAÇÃO DE PASTA
Preparado na hora e servido com parmesão ralado, pão de alho, breadsticks.
Escolha um molho $ 4 Dois molhos $ 5 Três molhos $ 6

Penne, Fusilli, Bowties, Raddiatore ou Orcchiette com

Molho Alfredo com Presunto e Ervilhas

Espargos, Creme e Parmesão

Creme de Gorgonzola com Pistache

Puttanesca com Tomate, Anchovas, Alcaparras e Azeitonas

Primavera com Legumes do Mercado

Picante Amaticiana com Salsicha Doce

Vegetal Assado Marinara

Tomate Ameixa com Manjericão, Vodka e Creme

Frutos do mar com alho, vinho branco e azeite de oliva (+ $ 1)

Lagosta, Creme e Ervas De Jardim (+ $ 4)

Adicione bolos de risoto à seleção de massas (+ $ 2)

RISOTTO BAR $ 6
Risoto de queijo com coberturas adicionadas pelos convidados

Cebolas Caramelizadas, Cogumelos Refogados e Águias, Parmesão,
Molho de tomate, pimentão assado, cebolinha,
Frango desfiado, camarão bebê, ervas frescas

SALAD STATION
Saladas Servidas com Pão Francês e Manteiga

Salada César $ 3 com Frango $ 4 Camarão $ 6

Verduras para bebês com seleção de coberturas e molhos US $ 3

Escolha de três saladas em menus de jantar $ 6

Cestos Phyllo cheios de verdes
Os convidados adicionam coberturas, queijos e temperos

MARTINI SALAD BAR
Escolha um $ 5 Dois $ 6 Três $ 7
Três coquetéis batidos servidos em copos de Martini com pauzinhos

O saki: Macarrão Japonês, Molho Tailandês de Amendoim, Legumes Asiáticos, Frango Desfiado

O cosmo: Verduras locais para bebês, cranberries secas, farelo de queijo de cabra,
Milho precoce torrado, amêndoas açucaradas, vodka e vinagrete de cranberry

O mojito: Peito de Frango Tabasco Tequila, Romã Ralada,
Pimentão Assado, Tortilha Em Palito, Tomate Uva, Vinagrete De Limão De Menta

ESTAÇÃO CREPE
Crepes franceses recheados por encomenda
Escolha um $ 4 Dois $ 6 Três $ 8

Frango, Cogumelos e Molho Mornay

Maçãs com queijo e molho de rum

Morangos e chantilly

Nutella e chantilly

Chocolate agridoce raspado e creme chantilly

ESTAÇÃO DE SOPA
Sopas Servidas com Pão de Alho e Seleção de Biscoitos
Escolha um $ 4 Dois $ 6 Três $ 8

Succotash Soup with Bacon

Sopa de Feijão Preto com Guarnições

Bisque de abóbora com maçã

Cebolinha Cremosa Com Queijo De Cabra

Cogumelo Selvagem com Sherry

Sopa Tailandesa de Capim Limão com Frango

Camarão Fumado e Salsicha de Chouriço

New England ou Manhattan Clam Chowder

Sopas Frias: Vichyssoise, Gazpacho, Silver Queen
Sopa de milho, hortelã-pepino, agrião, cenoura com curry, melancia, beterraba

ESTAÇÃO DE SOPOS DE MUITAS CORES $ 7
Servido em terrinas de vidro, circulado com uma coroa de legumes e verduras do mercado,
apresentado em copos de shot e copos de mini martini (aluguel adicional de copos necessário)
Escolha quatro
Vichyssoise de milho branco, gaspacho, hortelã de pepino,
Watercress Dill, Curry Carrot, Spring Pea,
Cantaloupe, Honeydew Melon e Watermelon

BATATA DE BATATA MARTINI R $ 5,00
Adicione Batata Doce (+ $ 1)
Purê de batata cremoso servido em um copo de Martini (aluguel adicional necessário)

Variedade de coberturas: bacon esfarelado, creme de leite, manteiga doce,
Cebolinha, Queijo Azul Esfarelado, Nozes Pignola, Nozes Torradas, Molho De Tomate,
Pimentos Doces, Queijo Parmesão, Cheddar Vermont Ralado

ESTAÇÃO INDIANA
Servido Com Pappadums, Nan, Raita E Arroz Basmati
Escolha um $ 5 Dois $ 7 Três $ 9

Caril de Frango com Coco

Curry de vegetais com gengibre e açafrão

ESTAÇÃO GUMBO E GRITS
Escolha um $ 5 Dois $ 7 Três $ 9

Frango com linguiça Andouille Jambalaya em uma xícara

Camarão e presunto Gumbo em uma xícara

Sanduíches Mini New Orleans Muffuletta

Sanduíches Mini Oyster Po'Boy

Camarão temperado cajun, remoulade e manteiga desenhada

Dedos de Frango Frito com Leitelho, Molho de Churrasco com Amendoim

Hushpuppies de Caranguejo, Cajun Remoulade

Carne de porco desfiada na brasa carolina em mini rolinhos macios com salada de repolho

Grãos de queijo Cheddar com três coberturas: linguiça de Andouille, camarão crioulo, noz-pecã torrada

ESTAÇÃO DE COMFORT FOODS
Escolha três $ 5 quatro $ 7 cinco $ 9

Macarrão com Queijo em uma Taça Demitasse

Recheio de Cupcakes, Purê de Batata Frosting

Cheddar Bacon Mini Pizzas

Mini Cheeseburger Sliders

Dedos de frango frito com soro de leite coalhado

Mini cachorro-quente, ketchup caseiro e mostarda escolar

ESTAÇÃO DE JOGO $ 10
Pode haver contagem mínima de convidados

Sabores da natureza: codorniz grelhada, peito de pato grelhado,
Truta defumada, almôndegas de búfalo e carne de veado grelhada
Molhos para jogos e rodadas de pão francês

ESTAÇÃO DA ILHA
Servido com baguetes francesas, mostruário de frutas caribenhas e batatas fritas de banana
Escolha Dois $ 7 Três $ 9

Bolinhos de Concha, Molho de Remoulade

Herb Grilled Island Seafood $ Preço de mercado

Espetos de frango assado, carne ou porco

Baqueta Arroz Con Pollo

ESTAÇÃO MEXICANA
Servido com Nacho Chips e Coberturas
Escolha um $ 6, dois $ 9, três $ 12

Fajitas: Frango ou Carne, Tortilhas Quentes

Toupeira de Peru, Tortillas de Milho Crisp

Mini Tamales de Queijo Cojita com Frango Assado ou Carne de Porco

ESTAÇÃO MÉDIO ORIENTE $ 6
Servido com Triângulos Pita

Hummus e Baba Ghanoush com Pinhões Torrados

Falafel com molho de iogurte e hortelã

Costeletas de borrego grelhadas com especiarias tabule (+ $ 2)

ESTAÇÃO ASIÁTICA
Servido com biscoitos da sorte e chop sticks:
Escolha um $ 4 Dois $ 6 Três $ 8

Bolinhos variados e potstickers, molho de cebolinha Teriyaki cozido no vapor e frito

Rolinhos de Verão, Molho Doce de Chili

Macarrão Lomein de frango, porco, carne ou vegetais em uma caixa para viagem

Arroz frito de camarão e salsicha chinesa em uma caixa para viagem

Sushi sortido, wasabi, gari e soja doce

Satays de frango com curry verde, molho de amendoim

ESTAÇÃO SUSHI $ 5
Servido com Wasabi, Molho de Soja e Gari em Conserva de Gengibre

Atum, Salmão ou Sushi Escolar

COLHEITA DE MILHO DE VERÃO
Sazonal
Escolha três $ 4 quatro $ 5 cinco $ 6

Espiga de milho, manteigas aromatizadas

Muffins de milho, pimenta doce, manteiga de mel de bordo

Pudim De Milho De Queijo na Taça Demitasse

Atiradores de milho branco Vichyssoise

Tacos de abacate, milho e pimenta em tortilhas de milho crocante

ESTAÇÃO DA CHURRASQUERIA BRASILEIRA
Carnes grelhadas temperadas servidas com arroz amarelo e feijão preto, molho chimichurri e batatas fritas
Escolha um $ 8 dois $ 10

Lombo Temperado Grelhado, Lombo De Porco Grelhado,
Lombo de porco assado no fogo, carne assada em três pontas

ESTAÇÃO SATAY GRILL
Servido com Escolha de Três Salsas ou Molhos
Escolha um espeto $ 5 Dois $ 7 Três $ 9

Espetos Satay
Frutos do mar, frango, lombo de vaca, lombo de porco ou cordeiro

Molhos e Salsa
Molho Chile de abacaxi vermelho
Molho de manga e papaia
Molho de Bife Ancho
Molho De Abacate De Milho
Molho De Tomate Poblano Assado
Molho de milho tomatillo
Molho Barbeque Chili Amendoim Vermelho
Molho Verde Cremoso de Abacate Chile
Molho Chimichurri Argentino
Molho de coentro chamoula com pimenta vermelha do norte da África
Molho de Iogurte com Pepino e Menta Indiano

ESTAÇÃO TAPAS $ 8
Servido com Fatias de Pão Francês e Azeite Espanhol

Variedade de salsichas espanholas fatiadas
Jamon espanhol em um stand, inclui o casco (mínimo de 100 pessoas)
Anchovas brancas frescas, sardinhas, azeitonas, pimentos, amêndoas espanholas
Queijo Manchego
Camarão Alho com Molho de Salsa
Lula marinada

ESTAÇÃO DE NEW YORK DELI $ 6
Servido com Centeio Miniatura e Fatias de Pumpernickel, Rolinhos Pequenos,
Picles de endro meio azedo, Cole Slaw, Mostardas

Carne em lata entalhada, pastrami ou peru
Queijo Suíço Raspado

ESTAÇÃO ALEMÃ
Uma seleção de wursts cozidos no vapor, chucrute assado e rolos de padaria macios de mostarda,

ESTAÇÃO OMELET $ 6
Preparado para pedir com uma variedade de recheios:

Salsicha, Bacon, Presunto, Camarão, Salmão Defumado,
Feijão preto, tomate, molho, cebolinha, cebola roxa,
Cogumelos, Pimentos Assados, Cheddar, Suíço, Feta

FONTE DE CHOCOLATE $ 5
Fonte de Chocolate Derretido com Dippers
Bolo Amarelo, Morangos, Abacaxi, Biscoitos Graham, Pretzels, Marshmallows

SUNDAE BAR DE GELADO $ 3
Sorvete de baunilha e chocolate com coberturas próprias:

Nozes picadas, cerejas de maraschino, molho de caramelo, pedaços de barra de charneca,
Granulado de Chocolate, Molho de Chocolate, Mini Marshmallows,
Oreos esmagados, chantilly

CHAMPANHE E SORBET BAR $ 5
Uma escolha de três sorvetes em uma taça de vinho, coberta com espumante
ou cidra espumante e frutas frescas
Escolha três

Manga, Limão, Framboesa, Maracujá, Tangerina, Abacaxi

ESTAÇÃO DE SOBREMESAS DE FINGER-FOOD
Escolha três $ 6 Quatro $ 8 Cinco $ 10
Adicionar estação de café $ 1,50

Mini tortas: limão, frutas vermelhas frescas com creme de confeitaria, coalhada de limão com morangos, musse de chocolate
Profiteroles: Mousse de Mocha, Mousse de Limão, Chantilly Grand Marnier
Mini Pastelaria Italiana: Puffs, Kisses, Canolli, Canolli de Chocolate, Biscoitos de Maçapão
Barras de sobremesa: noz-pecã, noz-pecã de chocolate, cheesecake de framboesa e brownie com pedaços de chocolate
Cheesecake de mármore, bolo de cenoura, limão, brownies, blondies
Mini Cheesecakes: Simples ou com Bagas, Chocolate, Limão, Toffee Crunch
Cookies e Cupcakes: Qualquer sabor

ESTAÇÃO SHORTCAKE $ 5
Shortcakes tradicionais com coberturas para os hóspedes adicionarem:

Maçãs caramelizadas, morangos macerados, pêssegos Grand Marnier, chantilly

BARRA DE CHOCOLATE
Frascos de vidro de vários formatos e tamanhos, cheios de doces
para combinar com o seu tema. Colheres, sacos de doces incluídos
O preço depende das escolhas


Um ótimo casamento começa com boa comida

Um tamanho não serve para todos

Costelas jerked jamaicanas (baby backs!)

Jamaican Jerked Ribs (Baby Backs!) Combina dois grelhados favoritos para fazer uma entrada deliciosa e saborosa que certamente impressionará.

Ja Mon! & # 8220Eu não gosto de idiota! & # 8221 (disse nenhum foodie que se preze. Nunca.) Você pode fazer isso no forno ou na grelha. Eu gosto de grelhar o meu por causa da fumaça e do sabor picante, mas sim. Às vezes chove! Esta receita começa com um molho barbecue estilo Jerk, que pode lhe dar todo o sabor que você deseja sem uma marinada ou esfregar.

Molho Jerk Jamaican

Você pode ter me visto usar esse molho em outras coisas, como frango condimentado. É realmente um molho bastante versátil!

Este molho é um molho de acabamento semelhante ao molho barbecue, perfeito para regar frango, costelas, costeletas e hambúrgueres. Dê um mergulho nos seus cachorros-quentes grelhados para um toque especial. Também é bom como molho picante tipo ketchup para batatas fritas e fatias de batata.

INGREDIENTES:

  • 1 xícara de molho de tomate
  • 3 colheres de sopa de molho de soja
  • 2 colheres de sopa de molho pickapeppa
  • 2 colheres de sopa de melaço
  • 2 colheres de sopa de vinagre (vinagre de cidra)
  • 1/2 xícara de açúcar mascavo (ou açúcar mascavo Splenda, se você gosta de um molho doce, aumente para 3/4 de xícara)
  • 1 colher de chá de alho em pó
  • 1 colher de chá de cebola em pó
  • 1 colher de sopa de gengibre em pó
  • 1/2 colher de chá de tomilho seco
  • 1 1/2 colher de chá de pimenta da Jamaica moída
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de pimenta preta
  • 1 colher de sopa de molho de pimenta habanero (use 1 colher de chá para menos picante)
  • 1 colher de sopa de fumaça líquida

MÉTODO: (e como isso é fácil).

Passo 1

Bata em uma panela e cozinhe por 20-30 minutos ou até engrossar.

Em seguida, você precisa preparar suas costelas. Você pode gostar de remover a membrana na parte posterior, mas muitas pessoas não se incomodam. É realmente fácil de remover. Pegue uma faca afiada e trabalhe no gume dela. Em seguida, pegue-o com toalhas de papel (para uma boa pegada) e puxe-o lentamente para fora. Não puxe muito rápido! É como uma fita. Você já puxou a fita muito rápido e ela rasgou para nunca mais encontrar a borda? Eu pensei que não. Mas eu tenho! rofl! Mas caro leitor, sempre há uma primeira vez para isso acontecer. Dizem que Mercúrio está retrógrado agora, seja lá o que isso signifique. Eu só sei que essa merda acontece. Você sabe & # 8230

Acho fácil temperá-los com sal, pimenta e alho.

É claro você pode salmoura-los.

É claro você pode mariná-los.

É claro você pode aplicar uma massagem seca.

Claro que você pode alinhavar ou esfregar.

Eles estão sua afinal de contas. Disse Nuff.

Talvez estes ainda não blogado receitas interessariam a você? Eles são meus e posso atestá-los.

Você deve ter notado que eu gosto de Jerk. Apenas os fatos, mãe & # 8217am.

Moi? Sim, isso é um fato. Eu sou um chilehead. E às vezes sou o que como.

A honestidade prevalece, mas não me peça para admitir isso duas vezes. Não a parte chilehead. rofl!

Ok, preliminares à parte, suponho que suas costelas estão prontas para ir. Ainda está na geladeira? Eles não estão prontos para ir.

Jamaican Jerked Ribs (Baby Backs!) & # 8211 Opções de cozinha externa (grelha) e interna (forno):

Aqueça-os à temperatura ambiente. E logo em seguida ligue sua grelha para cozimento indireto. Ou pré-aqueça o forno. Não posso dizer o que você fará e não saberia dizer se soubesse. Podemos ser discretos aqui quanto a trapacear e assar costelas. Bem, talvez algumas pessoas não consigam lidar com isso. Mas é a sua comida, você faz o que quiser com ela. Acho que vai ficar gostoso bem de qualquer maneira.

Método Grill:

Passo 1

Usando uma pingadeira, prepare uma grelha para cozimento indireto

Passo 2

Coloque as costelas sobre a pingadeira e grelhe usando fogo médio indireto (teste colocando a mão sobre o fogo - você deve conseguir mantê-la lá por cerca de 3 segundos).

Etapa 3

Tampe a grelha e cozinhe por 1 1 / 2- 1 3/4 horas ou até que as costelas estejam macias e a carne se solte ligeiramente das bordas do osso.

Passo 4

Adicione mais carvão ou pedaços de madeira durante o cozimento, se necessário.

Ah, a propósito, você pode fumar isso também. Use as instruções do seu fumante e cozinhe até que estejam prontas como no método para grelhar.

MÉTODO DO Forno:

Etapa 7

Asse as costelas a 250 ° F./121 ° C por 3 horas e retire do forno.

Etapa 8

Termine as costelas na grelha, adicionando o molho para churrasco assim que colocá-las e grelhe por 6-8 minutos ou até o molho endurecer. Ou tempere e leve ao forno até engrossar e endurecer. Sua escolha.

Junte-se ao meu grupo de receitas no Facebook para obter mais receitas de amigos blogueiros de todo o mundo!


Conteúdo

Nas sociedades tribais tradicionais, a coleta de frutos do mar, plantas silvestres, frutas vermelhas e sementes geralmente é feita por mulheres. Os bisões têm sido tradicionalmente uma importante fonte de alimento para os índios das planícies na área entre o rio Mississippi e as montanhas rochosas.

As receitas foram inicialmente transmitidas através da tradição oral. Ao longo de um período de centenas de anos, algumas tribos migraram para diferentes zonas climáticas, portanto, na época em que os colonizadores europeus registraram essas receitas, a culinária provavelmente havia se adaptado para usar ingredientes locais. Alguns antropólogos propõem que o sudoeste de Pueblo Oriental, Hopi e Zuni podem ter retido mais dos elementos originais. [6]

Editar comida country

A comida country, no Canadá, refere-se às dietas tradicionais dos povos indígenas no Canadá (conhecidos no Canadá como Primeiras Nações, Metis e Inuit), especialmente nas regiões remotas do norte, onde a comida ocidental é uma importação cara e os alimentos tradicionais ainda são usados sobre. [7] [8] [9]

O Governo dos Territórios do Noroeste estimou em 2015 que quase metade dos residentes dos Territórios do Noroeste em comunidades menores dependiam de alimentos do campo para 75% de sua ingestão de carne e peixe em comunidades maiores. A porcentagem era menor, com a menor porcentagem dependendo de alimentos do campo (4 %) estar em Yellowknife, a capital e apenas "grande comunidade".

Os alimentos country mais comuns na área dos Territórios do Noroeste incluem mamíferos e pássaros (caribu, alce, patos, gansos, focas, lebre, perdiz, lagópode), peixes (truta do lago, char, inconnu (coney), whitefish, lúcio, burbot ) e bagas (mirtilos, cranberries, blackberries, cloudberries). [10]

No Ártico canadense oriental, os Inuit consomem uma dieta de alimentos que são pescados, caçados e coletados localmente. Isso pode incluir caribu, morsa, foca anelada, foca barbada, baleia beluga, urso polar, bagas e erva-do-fogo.

O valor cultural atribuído a certas espécies de caça, e certas partes, varia. Por exemplo, na região de James Bay, um estudo de 1982 descobriu que a carne de baleia beluga era usada principalmente como comida de cachorro, enquanto a gordura, ou muktuk, era uma "iguaria valiosa". [11] O valor também varia de acordo com a idade, com os Inuit preferindo focas anelares mais jovens e, frequentemente, usando os mais velhos para ração de cachorro. [12]

Contaminantes em alimentos naturais são uma preocupação de saúde pública no norte do Canadá. Os voluntários são testados para rastrear a propagação de produtos químicos industriais de emissores (geralmente no sul) para a rede alimentar do norte por meio do ar e da água. [13]

Em 2017, o Governo dos Territórios do Noroeste comprometeu-se a usar alimentos do campo no Hospital Territorial de Stanton a ser inaugurado, apesar dos desafios de obter, inspecionar e preparar quantidades suficientes de caça selvagem e plantas. [14]

No sul do Canadá, alimentos silvestres (especialmente carnes) são relativamente raros em restaurantes, devido às regras de conservação da vida selvagem contra a venda de carne caçada, bem como às regras rígidas de inspeção de carne. Há uma divisão cultural entre as comunidades rurais e remotas que dependem de alimentos silvestres e os canadenses urbanos (a maioria), que têm pouca ou nenhuma experiência com eles. [15]

Cozinha nativa americana oriental Editar

Os alimentos básicos essenciais dos povos indígenas das Florestas Orientais têm sido tradicionalmente milho (também conhecido como milho), feijão e abóbora, conhecido como "As Três Irmãs" porque foram plantados de forma interdependente: os feijões cresceram nos caules altos dos milho, enquanto a abóbora se espalhava na base das três plantas e fornecia proteção e suporte para o sistema radicular.

O xarope de bordo é outro alimento básico essencial dos povos do Eastern Woodlands. A seiva da árvore é coletada de árvores de bordo de açúcar durante o início da primavera, quando as noites ainda são frias. [16] Recipientes de casca de bétula são usados ​​no processo de fazer xarope de bordo, bolos de bordo, açúcar de bordo e caramelo de bordo. Quando a seiva é fervida até uma determinada temperatura, são criadas as diferentes variações de produtos alimentícios de bordo. Quando a seiva começa a engrossar, pode ser despejada na neve para fazer caramelo. [17]

Como os primeiros colonos da Nova Inglaterra tiveram que adaptar seus alimentos às safras e recursos locais, as influências nativas da culinária algonquiana do sul da Nova Inglaterra constituem uma parte significativa da culinária da Nova Inglaterra com pratos como pão de milho, succotash e Johnnycakes e ingredientes como milho , cranberries e espécies locais de moluscos ainda são apreciadas na região hoje. [18]

As nações tribais Wabanaki e outros povos das florestas orientais produziram leite de nozes e fórmulas infantis feitas de nozes e fubá. [19] [20] [21]

Cozinha nativa americana do sul Editar

A cultura nativa americana do sudeste formou a pedra angular da culinária sulista desde suas origens até os dias atuais. Da cultura nativa americana do sudeste veio um dos principais alimentos básicos da dieta sulista: milho (milho), moído em farinha ou com cal com sal alcalino para fazer canjica, usando uma técnica dos nativos americanos conhecida como nixtamalização. [22] O milho é usado para fazer todos os tipos de pratos, desde o conhecido pão de milho e grãos até licores como o uísque, que tem sido um item comercial importante, historicamente.

Embora um alimento básico menos importante, as batatas também foram adotadas da culinária nativa americana e têm sido usadas de muitas maneiras semelhantes ao milho. Os nativos americanos introduziram os primeiros sulistas não nativos americanos a muitos outros vegetais ainda familiares nas mesas do sul. Abóbora, abóbora, muitos tipos de feijão, tomate, muitos tipos de pimentão e sassafrás, todos chegavam aos colonos via indígenas. A palavra Virginia Algonquian Pawcohiccora significa carne de nozes ou uma bebida láctea de nozes feita a partir dela.

Muitas frutas estão disponíveis nesta região. Muscadines, amoras-pretas, framboesas e muitas outras frutas silvestres faziam parte da dieta dos nativos americanos do sul.

Em um grau muito maior do que qualquer um pode imaginar, vários dos pratos alimentares mais importantes dos índios do sudeste vivem hoje na "comida da alma" ingerida por sulistas negros e brancos. A canjica, por exemplo, ainda é comida. Sofkee vive como grãos. O pão de milho [é] usado pelos cozinheiros do sul. Bolinhos fritos indianos. também conhecido como "bolo enxada",. ou "Bolo Johnny". . O pão de milho cozido dos índios está presente na culinária sulista como "bolinhos de fubá". e como "cachorrinhos silenciosos",. Os sulistas cozinham seus feijões e ervilhas fervendo-os, assim como os índios. como os índios, eles curam sua carne e a fumam sobre brasas de nogueira.

Os nativos americanos do sudeste tradicionalmente complementam suas dietas com carnes derivadas da caça de animais nativos. A carne de veado sempre foi um alimento básico importante, devido à abundância de veados-de-cauda-branca na área. Coelhos, esquilos, gambás e guaxinins também são comuns.

Gado, adotado de europeus, na forma de porcos e gado, também é mantido. Além das partes mais comumente consumidas do animal, é tradicional também comer carnes de órgãos, como fígado, cérebro e intestinos. Essa tradição permanece até hoje em pratos marcantes como os chitterlings, comumente chamados de chitlins, que são o intestino grosso frito de livermush de porco, um prato comum nas Carolinas feito de fígado de porco e cérebros e ovos de porco. A gordura dos animais, em particular dos porcos, é tradicionalmente transformada e utilizada para cozinhar e fritar. Muitos dos primeiros colonos aprenderam os métodos de culinária dos nativos americanos do sudeste.

Pratos selecionados Editar

    (Chitlin), geralmente feito do intestino grosso de um porco, milho moído grosseiramente usado para fazer grãos, bolinho redondo frito e saboroso feito de massa à base de fubá
  • Bolinho indiano, fígado de porco, partes de cabeças de porco, fubá e especiarias
  • Sofkee, sopa de milho ou bebida, azedo [24]

Cozinha nativa americana das Grandes Planícies Editar

Os povos indígenas das Grandes Planícies e Pradarias Canadenses ou Índios das Planícies historicamente dependeram muito do bisão americano (búfalo americano) como fonte de alimento básico. Um método tradicional de preparação é cortar a carne em fatias finas e depois secá-la, seja em fogo lento ou ao sol quente, até ficar dura e quebradiça. Nesta forma pode durar meses, sendo um ingrediente principal para ser combinado com outros alimentos, ou consumido sozinho.

Um desses usos poderia ser pemmican, uma mistura concentrada de gordura e proteína, e frutas como cranberries, Saskatoon berries, blueberries, cerejas, chokecherries e groselha às vezes são adicionadas. Muitas partes do bisão foram utilizadas e preparadas de várias maneiras, incluindo: "carne fervida, sopa de tripa talvez engrossada com cérebros, intestinos assados, carne seca / defumada e rins crus, fígado, língua borrifada com bílis ou bílis foram comidos imediatamente após uma morte. " [25]

Os animais que os índios das Grandes Planícies consumiam, como bisões, veados e antílopes, eram animais de pasto. Devido a isso, eles eram ricos em ácidos graxos ômega-3, um ácido essencial que falta em muitas dietas. [26]

Quando solicitados a declarar os alimentos básicos tradicionais, um grupo de anciãos das planícies identificou nabos da pradaria, frutas (chokecherries, jujubas, ameixas, mirtilos, cranberries, morangos, búfalos, groselhas), batatas, abóbora, carnes secas (veado, búfalo, jaca coelho, faisão e frango da pradaria) e arroz selvagem como sendo esses alimentos básicos. [27] E pemmican.

Cozinha nativa americana ocidental Editar

No noroeste do Pacífico, as dietas tradicionais incluem salmão e outros peixes, frutos do mar, cogumelos, frutas vermelhas e carnes como veado, pato e coelho.

Em contraste com os orientais, os povos do noroeste são tradicionalmente caçadores-coletores, principalmente. O clima geralmente ameno levou ao desenvolvimento de uma economia baseada em suprimentos abundantes de alimentos durante todo o ano, em vez de depender da agricultura sazonal.

No que hoje é a Califórnia, as bolotas podem ser moídas em uma farinha que às vezes serviu como o principal alimento para cerca de 75% da população, [28] e carnes secas podem ser preparadas durante a estação seca. [29]

Cozinha nativa americana do sudoeste Editar

Puebloans ancestrais da atual região dos Quatro Cantos dos Estados Unidos, compreendendo Arizona, Colorado, Novo México e Utah, praticavam inicialmente a agricultura de subsistência cultivando milho, feijão, abóbora, sementes de girassol e pinhões do pinheiro bravo e a carne de caça, incluindo veado e cunicultura, e peixes de água doce, como a truta assassina do Rio Grande e a truta arco-íris, também são alimentos tradicionais na região.

Os puebloans ancestrais também são conhecidos por sua cestaria e cerâmica, indicando tanto um excedente agrícola que precisava ser carregado e armazenado, quanto o cozimento em panelas de barro. Pedras de moagem têm sido usadas para moer o milho e transformá-lo em farinha para cozinhar. Escavações arqueológicas indicam uma domesticação muito precoce de perus para alimentação.

A culinária do Novo México está fortemente enraizada nas tradições alimentares Pueblo e Hispano, e é uma culinária predominante no sudoeste americano, especialmente no Novo México.

O 2002 Alimentos das Nações Indígenas do Sudoeste ganhou o prêmio James Beard, o primeiro livro de receitas dos índios americanos tão homenageado. [30] [31] Os editores disseram à autora, Lois Ellen Frank, que não existia culinária nativa americana. [32]

Cozinha nativa do Alasca Editar

A culinária nativa do Alasca consiste em alimentos ricos em nutrientes, como focas, peixes (salmão) e alces. Junto com eles, bagas (mirtilos) e ovos de pássaros são tradicionalmente consumidos pelos nativos do Alasca. [33]

Focas, morsas e ursos polares são os grandes animais que os nativos do Alasca caçam. O jogo menor inclui peixes brancos, peixes do Ártico, lebre do Ártico e lagópodes.

Devido ao clima, plantas comestíveis como frutas vermelhas só estão disponíveis para consumo no verão, então as pessoas têm uma dieta muito rica em gordura e proteína, mas pobre em carboidratos.

O jogo que é caçado também é usado para roupas. Os intestinos dos grandes mamíferos são usados ​​para fazer roupas à prova d'água e as peles de caribu são usadas para fazer roupas quentes. [34]


Berkeley: Flavah Island Cafe - Café da manhã jamaicano, spinners, hambúrgueres, festival e camarão com alho e concasse de tomate com manjericão

Jamaican Soul se foi e o funk também. O restaurante tem um visual mais clean e contemporâneo. Todas as mesas combinam, o chão foi refeito e não há mostra de arte rotativa, apenas as paredes de tijolos.

Flavah Island está agora naquele local próximo ao Local 123. No domingo, eles começarão o café da manhã com alguns itens de café da manhã americano padrão de baixo preço, como

US $ 2,99 - stax de panqueca - quatro panquecas cobertas com frutas frescas e uma escolha de linguiça de manjericão de frango ou bacon de peru

O menu também diz & quotDiariamente escolha dos favoritos do café da manhã do Jaima (os preços variam) & quot

Vou postar o menu na primeira resposta

Embora ainda haja alguns itens de mesa de vapor, se foi o buffet de escolha e escolha de Jamaican Soul.

Hoje eu comi a cabra ao curry e uma cerveja de gengibre

A cerveja de gengibre não carbonatada era muito boa, com sabor agradável de gengibre e queimadura.

O curry de cabra estava cheio de especiarias. Havia pedaços do tamanho de um ensopado de carne de cabra com osso. Ele veio com quatro fatias de banana frita padrão, uma salada de repolho de cenoura temperada com óleo e alguns feijões saborosos e arroz que eles cobrem com um molho verde se você quiser. Embora houvesse um uso liberal de óleo, foi um almoço saboroso. Meus lábios estão formigando e minha língua ainda está quente com especiarias.

Vislumbrei os hambúrgueres jamaicanos que alguém pediu. Eles pareciam bem.

O menu diz que os spinners são os bolinhos tradicionais jamaicanos. São servidos com rabo de boi refogado.

Eles disseram que estão sob uma nova administração, mas eu me perdi um pouco sobre o que isso significava. Se houvesse novos proprietários ou apenas uma nova direção.

Flavah Island Cafe
Avenida San Pablo 2057
Berkeley, CA
(510) 704-4083

Horas
Diariamente: 7h30 - 20h diariamente (no entanto, como acabaram de abrir, liguei para verificar)


Camarão Jerked with Melon Salsa - Receitas

Excelente com biscoitos variados.

Torta de queijo com geléia de pimenta

(Isso não é doce e não é uma sobremesa.) Muito bom servido com biscoitos.

Guacamole caribenho

Servido picante ou médio com tiras de tortilha.

Mergulho de sete camadas

Servido com batatas fritas, este aperitivo contém molho de feijão, abacate misturado amassado, alface ralada, azeitonas pretas, tomate picado, tempero para taco, creme de leite e queijo ralado. Serve pelo menos 20 pessoas.

Bandeja de vários queijos e biscoitos

Bandeja de vários Crudit e eacutes

Coquetel de camarão

Servido com molho picante de coquetel.

Pate de Figado de Frango

Cozido com cebolinha, conhaque de maçã e vários temperos, depois resfriado na geladeira. Servido com biscoitos de arroz.

Molho de espinafre e castanha de água

Servido em uma grande boule de pão (centeio, centeio ou francês) com pedaços de pão por fora para mergulhar.

Ovos Deviled Island

Palitos de aipo recheados

O recheio consiste em queijo azul ou gorgonzola misturado com creme de leite e nozes.

Molho de amêndoa de caranguejo

Coberto com amêndoas queimadas e servido borbulhando com biscoitos.

Mini almôndegas quentes

Camarão Frito com Coco com Molhos de Laranja ao Fogo e Especiarias

Bolinhos de frango com coco com molho de laranja ao fogo e especiarias

Peru Moído e Basil Fillos

Cogumelos Recheados com Salsicha ou Carne de Caranguejo

Mini bolos de caranguejo

Filet mignon

Manteiga rica em ervas em uma mini torrada coberta com filé grelhado com sabor suculento e coberta com uma cama de agrião.

Teriyaki / frango com alho no espeto

Servido com molho de amendoim.

Turnovers de espinafre e queijo

Fillo embrulhado Espargos com Queijo Asiago

Caramelo de Maçã e Queijo de Cabra

Apimentar as coisas com temperos / especiarias idiotas

O tempero jerk é tão popular nas ilhas quanto o rum e o reggae. Tem um aroma com uma combinação intensa e apimentada de cebolinha, cebola, tomilho, pimenta jamaicana e pimentas scotch bonnet que dão sabor ao frango ou à carne para uma explosão de sabor!

Costela assada sem ossos ao estilo jamaicano

Um corte tenro e suculento de olho de costela incrustado com pimenta preta moída e especiarias jamaicanas assadas para liberar uma abundância de sabores. Servido com chalotas em molho de vinho tinto.

Carne De Porco Assada

Outro prato exclusivo da Stir It Up, esta carne de porco é marinada em uma deliciosa mistura de ervas e especiarias tradicionais da Jamaica. Normalmente servido com batata-doce e salada.

Ensopado de carne jamaicano

Em cubos e refogados bem em um molho especialmente temperado com vegetais. Servido sobre uma cama de arroz e ervilhas rsquon com salada.

Almôndegas picantes

Carne moída temperada com temperos jamaicanos especiais e servida com vegetais em um molho delicioso. Acompanhamentos de arroz, feijão e uma salada mista são um ótimo complemento para esta refeição.

Rabo de boi ensopado

Esta opção tradicional é muito gratificante, cozinhada lentamente com especiarias jamaicanas, generosamente temperada com ervas e servida num molho espesso de carne com feijão manteiga.

Camarão / frango com curry jamaicano

Camarão tigre, limpo e limpo, ou frango cozido no vapor em um curry jamaicano picante com vegetais tenros. O prato pode ser preparado quente, picante ou suave - a escolha é sua. De dar água na boca e tentador.

Fricassé De Frango

Frango estufado em molho picante e vegetais, composto por chocho (abóbora jamaicana), cenoura e batata. A forma mais popular de cozinhar frango na Jamaica e geralmente servida com arroz, feijão e banana.

Frango Assado Assado

Assado no forno com condimentos jerk e molho grelhado. Arroz com aletria é um bom acompanhamento para este prato.

Frango abacaxi

Este delicioso toque de quente e picante a doce e frutado leva suas papilas gustativas em um cruzeiro leve para as ilhas do Caribe. As opções de peito de frango ou quartos são combinadas com pedaços de abacaxi, bem como pimentões vermelhos e verdes para criar um molho como nenhum outro - picante, mas doce. Um amante de frutas e sonho de rsquos tornado realidade.

Ensopado de ervilhas

Não se deixe enganar pelo nome. este não é um prato vegetariano. The real Jamaican stew peas does contain red kidney beans (or peas, as the Jamaicans call them), but the real main ingredients of this tantalizing entree is stewed beef and pig&rsquos tail. When cooked perfectly, the beef in this dish is amazingly tender and flavored with pork from the pig&rsquos tail. This is as authentic as it gets. This dish is usually served with white rice to absorb all the flavors in the gravy and the plantains to add that needed sweet component to the meal. Absolutamente delicioso!

Curry Goat (spicy or mild)

Curry goat is of one of Jamaica&rsquos most popular dishes, traditionally prepared on special occasions. The authentic curry goat is, of course, made with goat meat using only the best Jamaican curry blended with a variety of unique Jamaican spices, cooked with potatoes and made spicy with scotch bonnet peppers to create this mouth watering Jamaican tradition. This dish will surely make your taste buds jump for joy!

Leg of Lamb with Callaloo or Spinach and Feta Cheese

Butterflied leg of lamb, filled with spinach and feta cheese and slivered garlic and rosemary. Served with a salad of wild greens vinaigrette and sour cream mashed potatoes. An elegant dish and a favorite on the Islands, especially for the holidays!

Seashore Salmon

A large succulent Alaskan salmon steak prepared with the most delicate care. Marinated in spices with an orange and herb marinade, and then grilled to perfection.

Spicy Creole Shrimp

How lucky can you be! A hearty helping of peeled and deveined shrimp combined with fresh green and red peppers, onions, basil and chives that are tossed in a rich blend of spices and herbs.

Fish Carnival

Scrod or tilapia are great in this meal. Lightly fried and cooked in tomatoes, onions, parsley and Jamaica&rsquos own scotch bonnet peppers. Served in a delicious sauce.

Baked Stuffed Sole

Stuffed with a combination of shrimp and crab, and flavored with Jamaican seasonings. Baked and served with a light white sauce. Excellent with rice and vermicelli or sweet potato casserole.

Plantains

A staple of the Caribbean cuisine, these bunch fruits of the banana tree come in many varieties, from tiny finger bananas (figis) to large, black-skinned plantains. Usually regarded as a vegetable, the larger plantains are ripened and sweet, lightly fried to a golden brown. A traditional accompaniment to meats.

Rice & Red Beans

Served with most entrees, this island staple is cooked in a coconut-based sauce.

Caçarola de batata doce

Baked with a sweet orange butter and topped with clementines.

Purê de batata

Blended with butter and sour cream and a sprinkle of parmesan.

Sauteed Callaloo

A vegetable closely resembling spinach in appearance and flavor. Sauteed with onions, tomatoes and a bit of scotch bonnet for a flavorful and healthy addition to any meal, giving an unmistakable traditional Caribbean flavor.

Cabbage Cook Up

Cabbage steamed with carrots, onions and pepper, blended with spices. Muito saboroso!

Homemade Macaroni & Cheese

Who doesn&rsquot love mac &lsquon cheese - kids favorite to adult comfort food. Made with the freshest ingredients.

Old-Thyme Favorite &ndash Chicken Soup

Thick, hearty and filled with an abundance of fresh vegetables and based with pumpkin or squash with a kick of scotch bonnet pepper.

Beef Soup

Pumpkin based soup filled with meat and fresh vegetables, with our own special flavors of the island. If you&rsquore a meat lover, this is a sure hit.

Jamaican Pepperpot Soup

The main ingredient is callaloo (similar to spinach), steamed with okra, kale and Jamaican squash (chocho), flavored with ham hock or beef, and spiced with our special seasonings.

A medley of tossed fresh garden vegetables, topped with a generous portion of a light citrus vinaigrette.

Mediterranean Salad

With tomatoes, olives feta cheese and Greek dressing.

Traditional Caesar

topped with imported Parmesan cheese and fresh croutons.

Mesclun Greens

Served with teardrop tomatoes and a balsamic vinaigrette.

Salada de batata

Homemade with a special zing.

Salada de Macarrão

Made with chicken sausage, fresh basil, cherry tomatoes and assorted peppers and parmesan cheese.

SUGAR AND SPICE AND EVERY-

Fruit Boat

Beautifully arranged fresh fruit in a boat-platter.

Watermelon Boat

A fresh watermelon overflowing with pineapple, cantaloupe, honeydew melon, red and green grapes, and strawberries.

Tropical Bread Pudding

Pineapple Upside Down Cake

Peach and Mango Cobbler

Bolo De Coco

With a cream cheese and coconut topping.

Chocolate Trifle

Layers of chocolate cake with vanilla pudding and homemade whipped cream, topped with cinnamon sugar.

Jamaican-Me-Crazy Trifle

Layered with pound cake, guava jelly and fruit cocktail, and blended with Jamaican Rum Cream or Jamaican Rum. Topped with whipped cream and sliced bananas.

The Hard Way

Planter&rsquos Punch

Great with blend of Jamaican rum, both dark and light. This conjures up warm sensations of the sunny island. Served with slices of oranges and complemented with a wedge of lime.

Pina Colada with Coconut Rum

Jamaican Red Stripe Beer

Jamaican Shandy

Combination of ginger ale and a blend of Jamaican Red Stripe. Different but exciting to the taste buds!


Low FODMAP Jamaican Jerked Chicken Salad

1. In a large bowl, stir together thyme, black pepper, allspice, and 1/2 tsp of salt. Stir in 2 tbsp of the vinegar, 1 tbsp of the mustard and the brown sugar and mix well. Add the chicken, rubbing the mixture into the chicken. Cubra e reserve.

2. In a separate bowl, whisk together the remaining 2 tbsp vinegar, 1 tbsp mustard, 1/4 tsp salt and the oil. Add the pineapple, kiwi fruit, pepper and radish, if using. Jogue para combinar.

3. Preheat a medium grill. Grill the chicken, 5cm from the heat, for 5–7 minutes on each side or until cooked through.

4. When cool enough to handle, slice the chicken on the diagonal. Add the warm chicken to the salad and serve immediately.

If you can't get mooli radish (it looks like a thin, smooth, white parsnip), use sliced red globe radishes for a crisp texture. Alternatively, look out for jicama (yam bean). This root vegetable from Central America looks like a turnip. It has a crisp, juicy texture and is good raw, peeled and sliced into salads.


Everything heavenly at Sugar Mill

WESTERN BUREAU: Half Moon Sugar Mill's executive chef, Christopher Golding, awoke the senses with an offering of escoveitch salsa, pumpkin cream cheese and jerked eggplant sauces instead of butter, last Thursday night during the reopening of his fine-dining restaurant.

Primed to take foodies on a culinary journey during the Gleaner-sponsored Restaurant Week, come November 14 to 22, Golding gave RW Ambassador Douglas Gordon of OceanStyle fame and his wife, Arla, a sneak preview of what diners should expect during the week.

As if the delectable jerk chicken spring roll with pineapple papaya slaw and the smoked marlin and shrimp symphony were not enough to open the appetite, the award-winning chef unveiled a bite-size palate stimulator tagged Amuse Bouche, as a precursor to the flavourful sorrel purée, corn-fried melon, chive and Dijon mustard that played host to the seafood appetiser.

Of the two main appetisers, Gordon described how the sauce complemented the jerked chicken spring roll as a mix between tangy and sweet. "A perfect balance. In fact, although it has a lot of flavours, it's not too much and would be brilliant either with or without the sauce."

A robust conch and crayfish chowder soup with herb wafer and micro greens gets top points for reaching the spot of no return and was one of the most memorable dishes on this menu. Beautifully placed in the middle of the culinary excitement, it was Chef Golding's entrée selections that proved his prowess in the kitchen.

Obviously allowing his creative juices to roam freely, the Sugar Mill chef has selected to offer at least one very healthy entrée among the three from which to choose.

There is a black mint and ortanique poached chicken breast, which is "quite an interesting dish," said Gordon in-between tasting his wife's duo of pork, which is actually an allspice dusted pork medallion and jerk pork leg, served with plantain hash, garnished with pineapple rum and sorrel chutney.

Gordon complimented the chef on preparing a chicken breast that was succulent and flavourful, not dry, while Arla had a lot to say about the pork. "A good combination of the different types of pork. The sorrel chutney was excellent so was the pineapple rum sauce. The chef seems to like to play with tangy and sweet."

A mouth-watering quinoa bacon-crusted snapper fillet, perched on an annatto curry broth, crabmeat, cow peas and cherry tomatoes, vegetables and sweet potato curls is the third option on this delightful Restaurant Week menu.

Sinfully decadent is the only way to describe the white chocolate and pumpkin bread pudding, garnished with pumpkin seed brittle, whipped honey mascarpone and caramel sauce.

Is there a dish you shouldn't have at Sugar Mill during Restaurant Week? Absolutamente não. In fact, go as often as you can, not only for the food, but also for the ambience at this 50-year-old restaurant.


Review: Past is present at Runyon's in Coral Springs

Walk into Runyon's, and you feel as if you're stepping into a comfortable pair of shoes. An old, expensive pair of shoes. At first, you're buoyed by the throwback atmosphere: the grand piano in the front room, the handsome dark-wood bar, the clubby feel in the back dining rooms. Anniversaries and birthdays are duly noted on a chalkboard by the front door. But then, after paying plenty for a meal that's solid but never soars, you wonder if it's time for these shoes to get a resoling.

Consider, for example, the shrimp Caparrelli appetizer ($14), a menu mainstay that has been around nearly as long as the restaurant itself (32 years). It arrived with promise: Three jumbo shrimp, stuffed with provolone, wrapped in prosciutto, baked with garlic and bread crumbs, sprinkled with parsley, adorned by a half lemon with a squeeze net.

It looked appetizing. But the taste was … a bit tired.

Were the shrimp a day too old, or was the prosciutto slightly off? It's not that I thought the dish should be put to sleep. I just wished it could be reawakened.

It's a feeling I had often on a recent visit, my first in a long time. Runyon's has a nice assortment of steaks, fish, seafood, specials and sides, but nothing that made anyone in my group go, "Wow." For this kind of money, you want "wow." There are some offerings for the value-conscious: a $12 lunch menu and happy hours with light bites from 3 to 6:30 p.m.

Nostalgia looms large here, with hundreds of photos of visiting celebrities and athletes lining the walls. I have some fond memories of the place, including drinking with former Florida Panthers coach Doug MacLean the night he got fired. Runyon's opened in 1984, back when Coral Springs was developing and this western stretch of Sample Road was two lanes. Founder Jack O'Connell figured the growing, prosperous suburb needed a quality steakhouse to match, a place for special occasions and well-heeled regulars.

Now, Runyon's is in transition. O'Connell, an old-time Irish restaurateur and raconteur, has handed over day-to-day operations to his daughter Ryan and her husband, Kevin O'Connor, a restaurant veteran who started here as a busboy. The chef, Ricardo Flores, arrived a year ago. The challenge will be drawing a new generation while respecting and freshening the past.

"Runyon's opened when I was 10 months old. It means everything to me," Ryan O'Connor says. "We have customers who've been coming since I was a baby, but we also want to put our own twist on it."

Kevin O'Connor says they plan "a retro renovation" starting this summer, adding more small plates and updating the menu and patio area. "I want to get more of the millennials and Gen-Xers, make it so people in their 30s don't have to drive east," he says. "But we don't want to lose the feel of what got us here."

On the weeknight I visited, there was a decent crowd in the front piano room, where my group sat. Service was friendly, but careless. Our waiter introduced himself by name, but never offered or brought a bread basket. Later in the meal, water glasses sat unfilled. On the bright side, we sipped perfectly chilled martinis, and nibbled happily on the accompanying bleu-cheese stuffed olives.

The escargot ($12), a retro classic, featured buttery snails nestled in mushroom caps and bathed in garlic, served with toasted mini baguettes. The garlic didn't pack any punch. A pan-sautéed soft-shell crab ($15) was good and crispy, but again the garlic butter sauce lacked oomph. Many dishes were bland and underseasoned, something Kevin O'Connor says is by design for a clientele that skews older.

At least, the Classic Caesar salad ($9) had some lemony tang, but the romaine leaves were overdressed. We asked for anchovies, and we got them — a generous salty mound on top.

Too bad salt didn't make its way to the 28-day dry-aged 16-ounce Prime New York strip steak, a special that came in at a whopping $59. It was served perfectly medium-rare, as ordered, and had nice texture. It was obviously a quality piece of meat. But it didn't get proper seasoning before cooking, a sin. The beef was topped with grilled cipollini onions and served with whole roasted fingerling potatoes that were languid, not crispy. A side order of steamed spinach ($7) was unremarkable.

The jerked swordfish special ($41) was covered with a tropical fruit salsa and served with wild rice pilaf and asparagus. I'm usually not a fan of fruit with fish, but the mango and melon bits complemented the juicy seared fish. The biggest issue again was seasoning, a tame and underwhelming jerk.

Veal Parmesan ($36), also a special, was satisfying, a hefty yet tender piece of lightly fried breaded veal baked with cheese melted just short of golden brown and a velvety tomato sauce, accompanied by a mound of pappardelle.

Most desserts are housemade, including a crème brulee ($8.95) that had good, custardy flavor but was pulled from the refrigerator, its caramelized top layer not even freshly touched up with a kitchen torch. Key lime pie ($7.50) was better. It was not overly sweet, with a crisp crust, a good dollop of fresh whipped cream on top, and a zigzag of green lime sauce decorating the plate. It was the best thing all night, but unfortunately the slice was too small.


Assista o vídeo: How to Eat Sushi: Youve Been Doing it Wrong